quarta-feira, dezembro 14, 2005

Outro Jeff mundano

A AS alertada - e bem - pelo Jeff do Coupling pergunta-se onde param as mulheres que usam meias. Eu, sujeito à gula e à luxúria, faço a mesma pergunta e vou sugerindo como quem não tem, longe disso, aliás até me contento com pouco basta uma enxerga e uma luz de presença, absolutamente nenhum fetiche, que vivo apartado da mais habitual imaginação, que a cópula está me toda no acto físico e não na elaboração mental, eu, sempre que me é dada oportunidade de uma sugestão menos desinteressada indico a peça de roupa mais feminina que existe à face da tradicional diferenciação homem/mulher que ainda vou aceitando como boa guia nos contactos quotidianos. Para não utilizar a palavra «classe» fora de moda e pouco referenciada entre a minha geração, envio a razão para o campo da sensualidade que umas pernas assim duplamente suaves despertam num contacto mais íntimo. Dirão que não é prático. Digo que é muito prático para quem faz sexo. Não precisa tirar. Digo que fica belo e acentua a carga erótica. Eu, ser excitável numa escala que vai do momento imediato às várias horas, separo as utilizadoras das meias ligadas (ou simples) em apenas dois grupos. As que o fazem a toque de caixa, ou por jogo, e como excepção, e aquelas que as utilizam por gozo e gosto próprio. Como uma marca de estilo pessoal. Algumas dessas também vão à missa no domingo de manhã e ainda assim gostam, bem além do que é medíocre, de se desamodorrar. E aqui começava um terceiro que nem se pode chamar grupo.

Nota: A foto foi colada do Sem Pénis nem Inveja.

6 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Pessoalmente adoro este tipo de meias. Alias uso e abuso das mesmas. Onde param as mulheres que as usam?! Conheço algumas, não muitas é verdade...
No entanto a História revela-nos que antepassados femininos demonstravam algumas reticências quanto ao uso do referido artigo, claro está por motivos bem diferentes dos da actualidade.
Vejamos então:

"A noiva do rei Felipe IV da Espanha encontrava-se em viagem para Madrid, Era uma viagem cansativa e havia constantes paragens, pois cada cidade queria festejar a viajante e preparar uma recepção brilhante à futura rainha. Mais uma vez o cortejo parou. Segundo o cerimonial espanhol, vieram os cumprimentos. Depois entregaram à princesa um presente de casamento – uma caixinha dourada assentada numa almofada de veludo.
Curiosa, a noiva abriu a caixa, fitou-a e deixou-a cair como se estivesse a queimar. Parecia querer desmaiar. O seu séquito acorreu e o marechal da Corte lançou um olhar rápido para o terrível presente. No estojo dourado estava, nada mais, nada menos, que um par de meias de seda. Era incrível! Apanhou a caixa e devolveu-a.
"Uma rainha não tem pernas!", disse ele friamente.
Assim era naquele tempo. A observação do marechal da Corte espanhola, que hoje parece cómica, significava que era o cúmulo do atrevimento pensar na existência das pernas de uma mulher, e ainda mais quando essa mulher era uma rainha.
A moda de saias para as mulheres era até o chão. As saias mal deixavam ver a ponta dos pés. O que era permitido aos homens – mostrar as pernas – era vedado às mulheres. Era de muito mau gosto falar das pernas; quanto às meias, nem sequer se devia pensar em tal coisa.
Os governantes daquela cidade queriam oferecer qualquer coisa preciosa, um presente digno de rainha. E ao mesmo tempo era um artigo de que se podiam orgulhar, porque se tratava de uma perfeição de manufactura da sua cidade. Por isso escolheram as meias de seda, que representavam naquele tempo um artigo muito raro, um luxo.
Talvez até a pobre princesa tivesse apreciado muito as meias de seda mas, como foram oferecidas de forma tão directa e em público, não lhe restava outra solução senão ficar chocada, ainda que intimamente isso a aborrecesse. Afinal de contas, oficialmente ela não tinha pernas."

Bem, suponho que me alonguei no comentário, embora se trate só de mera curiosidade.

MARTA, defensora consistente das meias de liga!

12/16/2005 04:35:00 da tarde  
Blogger Lolita said...

Marta:
Devias fazer um Blogue de resposta ao Quarta Ferida! Fica uma dica!

12/30/2005 06:11:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

olha... boa ideia!!! Sim senhora, vou pensar sobre essa proposta, no mínimo tentadora!!!

Marta

1/03/2006 02:24:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

This is very interesting site...
» »

8/12/2006 01:46:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Very cool design! Useful information. Go on! video editing schools

3/17/2007 12:09:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. Ligne de commande cisco s neighboar play keno http://www.dunlop-tires.info Blood pressure and ears Voice over ip campus communication design Az whitestrips Doctor rhinoplasty Camping cabins in nashville tn http://www.about-fioricet.info water filter rating weight loss plan vardenafil on sale Time share vacation giveaway Simmo blog ahh team renault michael schumacher high blood pressure http://www.dental-plan-7.info How bonsai

4/25/2007 01:01:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home