quinta-feira, abril 01, 2004

Revoltante

So hoje tomei conhecimento deste caso absolutamente lamentavel e revoltante! Um verdadeiro grito de alerta para o estado em que se encontra o nosso Serviço Nacional de Saude. Para entenderem a gravidade do caso vou transcrever aqui um breve excerto do post:"SNS: como se deixa morrer um homem por falta de assistência":

"Do Hospital de Seia, enviam-no para o de Coimbra com suspeitas de pneumonia ou enfarte de miocárdio.
Do Hospital de Coimbra devolvem-no para o de Seia muito pior de saúde do que lá chegou e sem nenhuma razão aparente. Os sintomas tinham-se agravado sobremaneira, entretanto.
Do Hospital de Seia enviam-no para o da Guarda porque cá não há Pneumologia
Do Hospital da Guarda enviam-no novamente para o de Coimbra, sem sequer entrar na Pneumologia e sem conhecimento dos familiares.
Do Hospital de Coimbra enviam-no... para a morgue.

E tudo isto sem um único tratamento, a não ser... soro!


Fica aqui o relato dos últimos 5 dias de vida do meu Pai que, acredito, possam servir a alguém que passe pelo mesmo.
Quanto mais não seja para evitar que o Serviço Nacional de Saúde mate por absoluta negligência um seu ente querido, tal como fez com o meu."

Continuem a ler "SNS: como se deixa morrer um homem por falta de assistencia" em http://joaotilly.weblog.com.pt